19 de junho de 2012

Folha passa a cobrar por conteúdo digital

A partir de quinta-feira, a Folha passará a cobrar pelo acesso frequente ao seu site, que ganhará todo o conteúdo da versão impressa, incluindo os colunistas.

Assinantes do jornal impresso continuarão tendo acesso irrestrito a todos os formatos do jornal -- na internet, em tablets e em celulares. Quem assina o pacote digital também pode ler o jornal em qualquer tela.

Visitantes do site poderão ler até 20 textos por mês gratuitamente. A partir disso, será pedido o preenchimento de um breve cadastro, que dará acesso a mais 20 notícias ou colunas gratuitamente. Do quadragésimo-primeiro texto em diante, o visitante será convidado a fazer uma assinatura paga.

Assinantes do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha, seguem com acesso aos textos do site, mas não à edição do jornal.

A mudança entra em vigor depois de amanhã e envolve também o nome do site do jornal. Ele passará a ter o logotipo Folha de S.Paulo no lugar do atual, Folha.com, que deixará de existir.

Uma campanha publicitária criada pela agência África divulgará as novidades a partir de quinta, entre elas o preço promocional da assinatura, de R$ 1,90 no primeiro mês e R$ 29,90 nos meses seguintes.

O modelo que o jornal usará em seu site segue uma tendência mundial. Tem sido adotado por diversos veículos como meio de remunerar o jornalismo de qualidade que fornecem.

Conhecido pelo nome de "paywall/muro de pagamento poroso", ele busca aumentar o conforto e a oferta de conteúdo para quem gosta de ler o jornal sem barrar o internauta eventual.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!