8 de setembro de 2012

Acusado de matar policiais civis é preso no Alecrim

Pedro Lucas confessou o crime e os nomes dos outros acusados
A procura pelos acusados dos homicídios dos dois policiais civis, Jovanês Borges e Antonio Neto, na última segunda-feira (03),  no distrito Taborda, localizado no município de São José de Mipibu, continuam. No início da noite de ontem (7), um fugitivo de Alcaçuz, foragido desde o dia 3 de agosto, foi recapturado no bairro do Alecrim. O homem foi identificado como sendo Pedro Lucas da Silva Alvares, natural do Estado de Goiás, que estava dentro de uma casa e reagiu à chegada dos policiais civis disparando vários tiros contra os agentes. Mesmo encurralado, o goiano tentou fugir, pulando muros e telhados de residências próximas ao local onde foi encontrado, mas foi recapturado pelos policiais. Ele estava usando uma identidade falsa, com o nome de Tiago Cirilo da Silva Neto.

Pedro Lucas disse que no dia 2 de setembro, ele e os seus comparsas roubaram uma caminhonete S10, num assentamento próximo à cidade de Tangará e guardaram a caminhonete roubada numa granja abandonada na localidade de Taborda, retornando para busca-la no dia 3, junto com Marcos Aurélio e Gilmar, numa caminhonete L200, Triton, de cor branca, quando avistaram uma viatura da polícia civil, tendo então descido da L200 junto com Marcos e Gilmar para emboscar os policiais.

De acordo com informações do delegado Odilon Teodósio, da Deicor, Pedro Lucas foi encaminhado para o centro de custódia da Polícia Civil e é o segundo acusado encontrado pelos agentes civis. O primeiro, Marcos Aurélio Amador Alves, reagiu a ação policial e acabou morto. O goiano confirmou o nome de outros envolvidos no crime. As investigações seguem com a Polícia Civil.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!