24 de setembro de 2012

Revisor do mensalão retoma julgamento e lê voto de Roberto Jefferson

O revisor do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, retoma nesta segunda-feira, 24, a leitura do seu voto, que inclui o julgamento do delator do esquema, Roberto Jefferson.

Além de Jefferson, o revisor julgará a participação de réus do PP e julgará os integrantes do PL (atual PR), PMDB e PTB. A expectativa é de que Lewandowski termine de ler seu voto nesta sessão e os demais ministros votem na quarta-feira, 26. Com isso, na quinta-feira, 27, o relator do processo, ministro Joaquim Barbosa, começaria a julgar o ex-presidente do PT José Genoino, o ex-tesoureiro Delúbio Soares e o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, apontado como chefe do esquema.

Durante essa semana, a oitava do julgamento, o STF avalia os réus do núcleo político acusados de corrupção passiva. Na última quinta, Lewandowski não relacionou o esquema de pagamento de parlamentares no início do governo Luiz Inácio Lula da Silva a uma suposta compra de apoio político no Congresso. “Era um acordo de financiamento de campanha”, disse durante a leitura de seu voto sobre os políticos que receberam dinheiro do valerioduto.

A posição de Lewandowski contrastou com a de Barbosa, segundo quem o mensalão foi um esquema de compra de votos. Uma eventual vitória da versão segundo a qual o mensalão foi um esquema de caixa 2 afasta o caso do governo Lula.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!