20 de outubro de 2012

Após panfleto com número errado, candidata não se elege por 41 votos

A candidata a vereadora Wanessa Bomfim 15015 espera que a polícia desvende um "mistério" que a impediu de assumir o primeiro mandato na Câmara Municipal de Mauá, na Grande São Paulo, por apenas 41 votos.

No dia da eleição, a candidata do PMDB "virou" Wanessa Bomfim 15710 em centenas de "santinhos" espalhados pela cidade. Segundo ela, material falsificado feito para prejudicá-la na disputa.

"Na madrugada de domingo todos os bairros da cidade foram forrados com milhões de cartões com a minha foto e o número de candidatura errado. Não sei de onde partiu. Vou descobrir porque teria sido eleita não fosse isso."

Wanessa Bonfin, que foi candidata a vereadora em Mauá

O falso número de Wanessa, na verdade, pertencia à candidata Juraci de Carvalho Cruz (PMDB), que teve apenas 121 votos. Ela disse que também foi vítima e que sequer fez campanha onde a material foi encontrado.

"Já mandei o material para perícia. Vamos apurar o que realmente aconteceu e ver quem tinha interesse nisso", disse o delegado do 1º DP, José Carlos de Melo.

Wanessa também entrou com uma representação no Ministério Público Eleitoral de Mauá. O órgão não se manifestou sobre o caso.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!