16 de dezembro de 2014

Secretários estaduais do RN ganham um dos menores salários do Brasil

A notícia é do Novo Jornal – O status de secretário de Estado não recai sobre muitos. Obter uma nomeação para comandar uma pasta governamental aponta – quase sempre – um sinal de respeito e confiabilidade nas capacidades do escolhido. No entanto, há algum tempo o trabalho de selecionar os nomes qualificados que irão ocupar secretarias da administração estadual tem se tornado uma tarefa difícil. A via crucis do governador para chegar à formação de sua equipe de auxiliares diretos e gestores perpassa por dois pontos: remuneração e insegurança jurídica.
Assim, montar o que comumente se denomina como “quadro técnico” dentro do serviço público, para usar os termos do próprio governador eleito Robinson Faria (PSD), passa muito mais pela confiança mútua entre os atores político do que por outros atrativos. Analisando a questão sob o ponto de vista financeiro, aqueles que escolherem aceitar o convite para compor o time de secretários de Estado no Rio Grande do Norte receberá um dos menores salários do país. O soldo bruto do chefe de uma pasta governamental é de exatos R$ 8.525,00. Com os devidos descontos, a remuneração no contracheque paga pelo Tesouro estadual fica em torno de R$ 6,7 mil – aproximadamente nove salários mínimos. Para um secretário adjunto, o salário bruto é de R$ 4.750,00.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!