1 de março de 2015

Principal líder da mobilização nacional dos caminhoneiros mora em Mossoró

brasil-lider-caminhoneiros-ivar-schmidt-20150225-001-1-size-598-e1424923464912

Do G1 – Ivar Schmidt diz ser responsável por pelo menos 100 pontos de bloqueio de caminhoneiros nas rodovias do país. O líder do recém-criado Comando Nacional dos Transportes, que não é vinculado a nenhum sindicato ou confederação de trabalhadores, atribui o sucesso de sua mobilização ao Whatsapp. É por meio desse aplicativo de troca de mensagens que ele se comunica com os líderes de cada ponto de bloqueio e passa orientações.

Durante a entrevista que deu ao G1, Schmidt atendeu a uma ligação de um dos caminhoneiros e recomendou que não entrasse em atrito com a polícia. O governo conseguiu na Justiça a liberação das rodovias federais em 11 estados. Porém, nesta quinta-feira (26), os caminhoneiros mantêm bloqueios em sete deles: Ceará, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Seu poder de mobilização está causando dor de cabeça ao governo.

Enquanto sindicatos e associações que representam os caminhoneiros aceitaram na noite de quarta-feira (25) os termos do acordo proposto pelo governo para colocar fim aos protestos da categoria  em todos os estados, Schmidt diz que não vai ceder enquanto o governo não criar o chamado frete mínimo. “Daqui de Brasília eu só saio com alguma solução ou morto”, diz. Natural de Palmitos, SC, tem 44 anos, mora há 16 anos em Mossoró, é casado desde 1996 e tem um casal de filhos. Atualmente tem um caminhão de sua propriedade, que está parado na Bahia.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!