10 de junho de 2015

Fernandinho Beira-Mar quer virar escritor

beira_mar

Está na pauta do STJ um recurso no qual o traficante Fernandinho Beira-Mar pede que lhe seja permitida a leitura de um livro no presídio federal de Porto Velho-RO.

Trata-se de Conspiração Federal, escrito pelo delegado aposentado Paulo Magalhães, morto a tiros em 2013, que não teve a circulação autorizada pela Justiça por conter informações sigilosas sobre o sistema penitenciário brasileiro.

Beira-Mar, cujas penas acumulam quase 320 anos de prisão, alega que a obra traz muitos dados a serem usados por ele na autobiografia que está escrevendo. Não se sabe como o livro chegou às mãos do traficante anteriormente.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!