13 de julho de 2016

Em posse de 2,3 mil aves arribaçãs, mulher é presa por crime ambiental na ZL


Policiais civis da Delegacia Especializada em Proteção ao Meio Ambiente (Deprema), com o apoio do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Delegacia Especializada de Assistência ao Turista (Deatur), prenderam em flagrante, na tarde de ontem(12) no bairro do Alecrim, Jacira Zuza Maia, de 61 anos, por crime ambiental.
Através de investigações de inteligência na modalidade disfarce, a mulher foi convencida a trazer uma certa quantidade de animais, sendo apreendidas com ela 140 sacolas com aves arribaçãs, somando no total 2.380 unidades das mesmas, além de 24 preás e 04 marrecos.
Jacira já tinha várias reincidências, dentre elas uma prisão realizada pela Polícia Rodoviária Federal em 2014, onde foram apreendidas 32 mil aves arribaçãs.
A mulher foi encaminhada à delegacia, onde respondeu um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO), sendo autuada por venda de aves migratórias e animais exóticos da fauna brasileira, configurando crime ambiental em âmbito federal.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!