10 de julho de 2016

Pastor acusado de abusar de enteado no Rio responderá em liberdade


O advogado Leandro Meuser usou o perfil do pastor Felipe, seu cliente, para comunicar que havia conseguido a revogação da prisão (Foto: Reprodução/Facebook)


O pastor Felipe Garcia Heiderich, preso após acusações de abuso sexual contra o enteado, de 5 anos, filho da pastora Bianca Toledo, responderá em liberdade. Nesta sexta-feira (8), o juiz Paulo Cezar Vieira de Carvalho Filho, da 17ª Vara Criminal da Capital, determinou que o pastor fique proibido de se aproximar da mulher e da criança, além de ser monitorado por tornozeleira eletrônica.
O juiz aceitou a denúncia oferecida pelo Ministério Público (MPRJ), que solicitou as medidas cautelares. Como o MPRJ não pediu a prisão preventiva, o acusado, que se encontrava em prisão temporária, durante a fase de inquérito, responderá o processo em liberdade.
“Havia sido decretada a prisão temporária do acusado, que só vale durante a fase de inquérito. A partir do momento que o Ministério Público ofereceu a denúncia, o inquérito foi encerrado. Ressalto que o MPRJ não pediu a prisão preventiva, mas somente medidas cautelares. Assim, determinei o monitoramento eletrônico e que o réu fique proibido de se aproximar da criança e da mãe”, explicou o magistrado.

Globo

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!