14 de julho de 2016

Presidente do Conselho de Ética diz que só restou a Cunha ‘o direito de espernear’


O presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PR-BA) , comemorou a decisão da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) de rejeitar o recurso da defesa de Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ele afirmou que os ataques recebidos do peemedebista não passam de “choro de perdedor”.
— É o choro de perdedor. Não posso recriminá-lo por estar chorando. É o direito que ele tem de espernear — disse Araújo.
Ele afirmou que o resultado respalda o trabalho do Conselho, que recomendou a cassação de Cunha.
— Achei a decisão justa, um coroamento do trabalho de quase nove meses. Fica comprovado com essa votação acachapante que fiz tudo de forma correta — afirmou.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!