30 de maio de 2012

Metro quadrado em Natal está entre os mais baratos do Nordeste

O preço do metro quadrado em Natal é um dos mais baixos da região Nordeste. É o que mostra  estudo realizado pela Fundação Instituto de Pesquisa Econômico (Fipe), que analisou o valor do metro quadrado em mais de mil bairros, em 40 cidades, mais o Distrito Federal. A pesquisa foi publicada na revista Exame e mostra que, entre as seis capitais do Nordeste pesquisadas, o valor em Natal para imóveis usados é o segundo menor - R$ 3.372 -  e, entre os novos, o menor. O preço médio nesse caso ficou em R$ 3.950.
A média nacional é 1,5 vez superior à potiguar - de R$ 5.391 para o metro quadrado de imóveis usados e de R$ 5.376, nos novos. A pesquisa mostra ainda que em bairros considerados nobres, como Areia Preta e Petrópolis, o valor atinge os picos e a média para casas e apartamentos novos gira em torno de R$ 5,1 mil a R$ 5,6 mil. Em áreas mais periféricas, como Pitimbu e Pajuçara, é possível encontrar a casa nova com o metro quadrado a partir de R$ 2,8 mil. Representantes de entidades da construção civil e mercado imobiliário concordam que os dados condizem com a realidade no mercado potiguar que deve, segundo as entidades, ter um crescimento médio este ano de 6% - inferior ao do ano passado, quando houve crescimento de 30% no setor, em relação a 2010.
O aquecimento em anos anteriores, afirma presidente do Sindicato da Construção Civil (Sinduscon), Arnaldo Gaspar Júnior,  foi  devido a políticas de crédito e ao aumento na oferta por meio do programa nacional de habitação Minha casa, Minha Vida, além da melhoria na renda do brasileiro e da alta concorrência entre construtoras nacionais e estrangeiras que se instalaram na cidade. "Ao contrário do que muitos acham o preço em Natal não está supervalorizado, apesar das dificuldades de edificação numa cidade com 40% de área de preservação ambiental", pontua Arnaldo Gaspar Júnior.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!