4 de junho de 2012

“Camerata de Vozes do RN” tem seu concerto de estreia nessa terça-feira, 05 de junho

Da comunhão da literatura com a música surgiu na Itália, incentivadas por um conde, mais especificamente em Florença, o melodrama e as Cameratas, um encontro de músicos e literatos. E no dia 05 de junho o Rio Grande do Norte passará a ter sua própria Camerata de Vozes, regida pelo Monsenhor Pedro Ferreira, que fará seu primeiro concerto no Instituto Maria Auxiliadora, às 20h.

Idealizada e composta pelo Monsenhor Pedro, que em muito contribui com a história coralista do RN – criador da Banda Sinfônica da Universidade, Coral Canto do Povo e outros, a Camerata de Vozes do RN “foi concebida para proporcionar ao público outro gênero de música e apresentações, tendo sua origem nas raízes das cameratas italianas”, explica seu regente. O grupo é composto por 34 membros selecionados pelo próprio regente, dissidentes de outros grandes grupos do Estado, e apoiada pela Secretaria Extraordinária de Cultura e Fundação José Augusto. Em seu repertório trabalhará composições variadas, passando pela música sacra, afro-americanas e brasileiras.

Como o próprio Monsenhor Pedro destaca, a Camerata é um grupo mais selecionado e com número de componentes mais reduzidos, que permite trabalhar não somente as músicas para as apresentações, como vai a fundo no estudo e aprendizado estrutural das músicas que compõem seu rico repertório. E, as performances variam entre vocal, instrumental e declamação, trazendo à tona a junção dos músicos e literatos, por meio dos melodramas. O repertório vai ao cerne da música como expressão e tradução máxima da sua dimensão espírita de silencia, sons e sentido, da criação à linguagem e transformação dos sentidos. Assim, as cameratas permitem apresentações em locais menores, diferentemente de grandes grupos e orquestras.

Além da apresentação de abertura desta terça-feira, 05 de junho, no Instituto Maria Auxiliadora, a Camerata de Vozes, que ensaia no Memorial Câmara Cascudo, fará concertos nos dias 10 de junho, na Igreja Santa Terezinha, às 20h; no dia 18 de junho, no Seminário Maior de Natal com aula sobre polifonia com ilustração para alunos do curso de Teologia; e, no dia 20 de junho, concerto com apreciação musical em Emaús, Parnamirim. E, a Camerata de Vozes já está confirmada como uma das atrações de abertura do Agosto da Alegria – Festa À Deífilo.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!