30 de junho de 2012

Justiça concede liminar em favor da advogada de Lindemberg

O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu na quinta-feira (28) uma liminar (decisão provisória) em favor da advogada Ana Lúcia Assad, defensora de Lindemberg Alves, no caso no qual ela é investigada sob suspeita de crime contra a honra da juíza Milena Dias.

Na sentença de Lindemberg, condenado em fevereiro pela morte da ex-namorada Eloá Pimentel, a magistrada pediu o envio de cópia dos autos para o Ministério Público para que fossem tomadas providências contra a advogada. O motivo foi uma discussão entre as duas, em que Assad disse que Dias deveria "voltar a estudar".

Com a decisão, uma audiência prevista para acontecer nesta sexta-feira em que as partes seriam colocadas frente à frente para um possível acordo não aconteceu.

A liminar em favor da advogada Ana Lúcia foi impetrada pela OAB-SP (Ordem dos Advogados do Brasil). Ela foi concedida quinta-feira pelo mesmo desembargador que, mês passado, negou seguimento de outro habeas corpus, com o mesmo objetivo, alegando ser incompetente para apreciar o pedido.

Em maio, a 2ª Turma do Colégio Recursal Criminal de Santo André havia negado o pedido de habeas corpus feito pela OAB-SP para suspender o inquérito policial que investiga o suposto crime cometido pela advogada Ana Lúcia.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!