1 de junho de 2012

Ministro da Agricultura confirma empenho do Governo do RN no combate à febre aftosa

O esforço do Rio Grande do Norte no combate à febre aftosa foi destaque durante a visita do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Mendes Ribeiro Filho. O representante do Governo Federal esteve no Estado ontem(31) para conhecer os números, andamento da campanha contra a doença e a perspectiva do avanço de status dentro do Plano Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA). A solenidade, que reuniu representantes de instituições, políticos e jornalistas, aconteceu no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim.

No RN existem, de acordo com o levantamento do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (Idiarn), quase um milhão de cabeças de gado. Entretanto, as 850 mil doses de vacinas comercializadas até esta quinta-feira, somadas as 300 mil doses de vacinas disponibilizadas a partir do convênio entre Governo do RN e a Federação de Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Norte (Faern), são suficientes para garantir a cobertura total do rebanho potiguar.

Segundo a governadora Rosalba Ciarlini, todas as medidas de imunização do gado do RN estão sendo tomadas e o estado deve sair do status de médio risco para zona livre de febre aftosa com vacinação. “Nós adotamos todas as medidas para garantir que todos, incluindo os pequenos produtores, pudessem vacinar os animais. Para isso, tivemos que reconstruir o Idiarn, contratando veterinários e fazendo controle de aglomerações. O Estado está fazendo tudo com recursos próprios para afastar a doença”, declarou.

Até o momento, foram comercializadas 850 mil doses contra a aftosa e esta quinta-feira significou o último dia para os criadores adquirirem a vacina. No entanto, a campanha só será encerrada no próximo dia 15 de junho e a partir desta sexta-feira (1) os criadores só poderão comprar as doses mediante autorização do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (Idiarn) em conjunto com o auto de infração atestando que a vacinação foi realizada fora do prazo estabelecido pela campanha.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!