16 de junho de 2012

Preços na Feira do Milho variam de R$ 20 a R$ 25

A Feira do Milho foi aberta ontem em Natal, cinco dias após o previsto - em função da previsão de oferta reduzida do produto, dada a a seca em várias regiões produtoras. A venda da tradicional "iguaria" junina, entretanto, está garantida e segue até o dia 30 de junho na Central de Comercialização dos Agricultores Familiares, na esquina da rua Jaguarari com a avenida Capitão-mor Gouveia.

Mesmo com a produção reduzida, em decorrência da seca, a venda do milho no evento foi garantida: 27 tendas abrigam os comerciantesMesmo com a produção reduzida, em decorrência da seca, a venda do milho no evento foi garantida: 27 tendas abrigam os comerciantes

Ontem, a mão de milho, ou seja, 50 espigas, estava sendo comercializada por R$ 25,00, a mais encorpada, e por R$ 20,00 a de qualidade inferior.
José Orenildo Bezerra disse que vende milho na feira há alguns anos. "A gente tá trazendo milho irrigado e de chuva de Arenã", disse ele, referindo-se à comunidade rural localizada no município de São José do Mipibu.
Professora de uma escola na Zona Norte de Natal, Sheine de Souza disse que todo ano vai comprar milho na feira, para as festas juninas dos alunos. "Ano passado a gente comprou uma mão por R$ 15,00 e R$ 20,00, mas o  preço ainda está bom, porque em Igapó é mais caro".
Josafá da Rocha mora no Vale Dourado, também na Zona Norte, e  estava com a mulher comprando duas mãos de milho - "a família é grande" - para o São João. Mesmo estando a uma semana da data, ele afirmou que adiantou-se "porque quando ficar mais perto, pode ficar mais caro".
O gerente da Central de Comercialização dos Agricultores Familiares, Gilbran Olímpio, disse que a Ceasa, responsável pela Feira, investiu na instalação de 27 tendas para abrigar os vendedores de milho e de comidas típicas do período junino, como pamonha, canjica, milho assado e cozido, pé de moleque e outras guloseimas. Segundo ele, os interessados pagaram uma taxa de R$ 300,00 pelo direito de armarem o seu comércio nas tendas.
Segundo Olímpio, os caminhões começaram a despejar as carradas de milho, verde e maduro, depois do meio dia de ontem. Ele informou ainda que além da venda do milho, haverá uma programação de shows de bandas de forró, quadrilhas e outros eventos folclóricos no galpão da Central de Comercialização, sempre a partir das 19 horas até o dia de São João, sábado, 24 , e que deverá se prolongar até o dia de São Pedro, 29 de junho.
SERVIÇO: A Feira do Milho será realizada até o dia 30, na Central de Comercialização da Agricultura Familiar, na esquina da Jaguarari com a Mor Gouveia (no bairro de Lagoa Nova) .

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!