7 de junho de 2012

Rosalba diz ter concluído recomposição da equipe

A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) considerou "concluída" a troca de secretários estaduais ao empossar, ontem, o médico Isaú Gerino na Saúde. A declaração reforça, de forma indireta, as análises que apontam para uma desistência - ou adiamento - do projeto de reestruturação do Governo que incluía o ex-deputado Carlos Augusto Rosado, marido de Rosalba, na chefia do Gabinete Civil. Indagada de forma direta sobre se o ex-deputado vai ou não assumir a função de coordenação política e administrativa do Governo, Rosalba foi evasiva: "(Ele) foi convidado. Estou aguardando por sua resposta. Se ele aceitar, nós vamos também ter essa mudança". Essa mesma declaração vem sendo repetida há uma semana. Para finalizar a recomposição da equipe de primeiro escalão, destacou Ciarlini, falta apenas a conclusão do processo de liberação do novo secretário do Interior, Justiça e Cidadania (Sejuc), Kécio Pinto, que ainda aguarda liberação da Polícia Federal.

Rosalba aguarda liberação do delegado da PF, Kécio Pinto, para preencher Secretaria de Segurança

No projeto inicial de reestruturação da equipe de auxiliares, discutido inclusive com o Conselho Político", o ponto principal era a "oficialização" da participação de Carlos Augusto no Governo. A atuação dele nos bastidores, mas de forma influente, motivou o afastamento do jurista Paulo de Tarso Fernandes (primeiro a ocupar o Gabinete Civil) e o pedido de demissão de advogado Fábio Hollanda (Interior e Justiça), agravando uma crise nos "círculos do poder" do Executivo estadual. As vagas na Saúde e no Turismo, surgidas depois, foram motivadas por pedidos de demissões dos titulares, mas em episódios que, aparentemente, não tinham relação direta com a atuação do ex-deputado.
As informações extraoficiais, de fontes próximas ao casal Rosalba/Carlos Augusto, são de que o ex-deputado teria substituído o entusiasmo inicial pelo Gabinete Civil pela atenção às eleições municipais em Mossoró, onde o PT e o PSB fecharam uma aliança - por imposição da direção nacional dos petistas - em torno da chapa Larissa Rosado/Josivan Barbosa. Ao dar os primeiros passos para a reforma  do Secretariado, Rosalba Ciarlini chegou a afirmar que somente anunciaria o nome Carlos Augusto quando completasse o time principal. O problema é que o tempo foi passado e as recusas da mesma forma se avolumavam. Somente para a Sesap foram seis médicos convidados para, enfim, desaguar em Gerino, que aceitou o convite. Por muito tempo, era o marido a única novidade confirmada na reestruturação da equipe de primeiro escalão. Se confirmada a desistência de Carlos Augusto - e após a negativa de Jaime Mariz para o Gabinete Civil - permanecem no primeiro escalão os secretários Obery Rodrigues, da Secretaria de Planejamento e Finanças; e Anselmo Carvalho, na chefia do Gabinete Civil.
Rosalba confessou ter passado por momentos angustiantes no período em que se via de mãos atadas com a pasta da Saúde. O novo secretário, além de administrador experiente, faz parte da cota pessoal da governadora. Ontem, o deputado Getúlio Rêgo, que esteve na solenidade de posse do titular da Sesap representando a Assembleia Legislativa, afirmou que espera um novo momento, mas profícuo na área de Saúde do Estado. Gerino pediu autonomia para resolver os principais problemas da pasta. A governadora garantiu, na ocasião, que a equipe tem carta branca para tomar iniciativas, impor mudanças e pôr rumo na adminsitração.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!