26 de junho de 2012

Sem candidato a prefeito, PV deixa vereadores 'órfãos' em Natal

A quatro dias da convenção o Partido Verde de Natal vive uma crise interna e ainda não tem candidato a prefeito para o pleito de 2012. A desistência da prefeita Micarla de Sousa de ser candidata a reeleição e a saída do ex-deputado estadual Luiz Almir do páreo, o que estaria sendo um "plano B", deflagrou uma situação de incerteza no partido e coloca os pré-candidatos a vereador na posição de "órfãos", sem um candidato que possa fortalecer o palanque para a disputa.

Micarla de Sousa tentou convencer Luiz Almir a entrar na disputa

O alto escalão da legenda ainda tentará fazer o ex-deputado estadual rever a posição de rejeitar o convite para disputar o Executivo da capital. A justificativa para colocar Luiz Almir na disputa pela Prefeitura seria apostar no "candidato novo", que ainda não foi testado pelas pesquisas registradas. Os dirigentes partidários voltarão a procurar o ex-deputado. Pretendem, com isso, buscar uma "acomodação" de exigências convencê-lo a ser candidato. Por enquanto, Luiz Almir admite apenas concorrer a uma vaga na Câmara Municipal.
Em outro movimento interno, os pré-candidatos a vereador do PV já defendem a tese de que o partido fique "neutro" no pleito da capital potiguar. A alternativa seria uma forma do partido buscar se coligar na proporcional com o PMDB e deixar cada um dos candidatos a vereador livre para apoiar qualquer um dos postulantes a majoritária.
A crise no PV foi deflagrada ontem, quando Luiz Almir anunciou que não seria mais candidato a prefeito e a gestora Micarla de Sousa divulgou não apenas a desistência de disputar a reeleição, mas também a saída das articulações para a disputa municipal. Em um pronunciamento de 20 minutos, a prefeita fez um balanço da gestão, confirmou que estava deixando a política e não fez qualquer referência a disputa municipal.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!