3 de junho de 2012

Venda de milho ainda é tímida

A cerca de dez dias da abertura da tradicional Feira do Milho, a oferta do produto é ainda escassa e a previsão é de preços mais altos. Com a estiagem, apenas os produtores que contam com sistema de irrigação tem o produto para vender. A estimativa é que na próxima semana a mão, com 50 espigas - até ontem encontrada a R$ 25,00 -  seja comercializada entre R$ 30 e R$ 35. A variação é baixa em relação aos valores praticados no último ano e ainda não é sentida pelos consumidores.
Na manhã de ontem, na Ceasa, poucos comerciantes tinham o produto para oferecer.  José Luiz Herculano, mais conhecido como 'Neguinho do Milho", começou a vender há cerca de uma semana. O milho vem de Jandaíra, Touros e da Paraíba. "Estamos recebendo o milheiro (mil unidades) a R$ 250, já está caro e a tendência é aumentar. Porque não tem chuva e a gente só encontrar o milho irrigado", disse.

Venda de milho ainda é tímida

A estiagem já prejudica outros produtos, como o feijão verde, campeão entre as reclamações dos consumidores. O quilo do produto é comercializado por até R$ 10. vendedora na Ceasa há 18 anos, Maria Lopes, de 63 anos, disse que não compensa a venda do produto. Ano passado, o feijão verde na vargem era repassado a média de R$ 0,50 a R$ 0,80, há dois meses, conta Maria Lopes, o preço subiu para R$ 2,50, o quilo. "Só estou com feijão para manter a clientela, mas o custo está muito alto. O pessoal passa, reclama e não leva e a gente tem prejuízo", disse.
Uma das preocupações da Ceasa na realização da feira este ano foi o período de duração da feira. Programada inicialmente para começar no dia 10, a abertura passou para o próximo dia 15 e segue até 30 de junho. A previsão é de oferta reduzida do milho, devido a seca em várias regiões produtoras. Os interessados em montar uma barraca na Feira do Milho 2012 devem procurar a gerência comercial da Ceasa-RN.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!