21 de julho de 2012

Rosalba sai às pressas de caminhada para evitar protesto

A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) teve que outra vez pegar um atalho, em Mossoró, para fugir de manifestações contra si e seu governo. Foi agora, no início da tarde, perto do Mercado Central.

Ela participava de caminhada no centro da cidade, ao lado da candidata a prefeito Cláudia Regina (DEM), bem como sob companhia de outros candidatos e militantes, quando foi acossada por protestos de servidores demitidos do Movimento de Integração e Orientação Social (MEIOS). Veja postagem mais abaixo ou AQUI.

Sua presença na programação teve encerramento amputado, porque Rosalba foi aconselhada a sair antes do corpo a corpo, ainda à calçada da “Churrascaria A Gauchinha” – Rua Bezerra Mendes, 107 (Loja 11). Um carro parou para ela sair apressadamente, diante de um apitaço, vaias, palavras de ordem, faixas e a predominância da cor preta produzida pela manifestação.

Embaraçados com o incidente, os demais membros da mobilização em torno de Cláudia andaram apenas poucos metros e fecharam a programação da manhã. A própria candidata evitou se alongar em sua fala, ainda na Rua Bezerra Mendes.

Nota do Blog – Rosalba tem colecionado uma série de incidentes em Mossoró, sua terra-berço, que nunca tinha experimentado antes. Passou a conviver com vaias.

Ano passado, ela faltou a alguns compromissos por conselhos de sua assessoria, como à festa de aniversário do jornal Correio da Tarde no Teatro Dix-huit Rosado. Mesmo assim aconteceram manifestações contra sua gestão.

Quem foi escalado para representá-la em certas solenidades teve que suportar vaias. Caso da Festa do Bode em agosto do ano passado, em Mossoró. Seu cunhado e secretário da Agricultura, deputado federal licenciado Betinho Rosado (DEM), foi vaiado ao ser anunciado como seu representante.

Até na procissão de Santa Luzia (13 de dezembro), ela precisou encurtar caminho, para fugir a protestos.

Este ano, também não participou da promoção denominada de “Pingo da mei dia” da Prefeitura de Mossoró, dentro da “Cidade Junina”, pelos mesmos motivos: temor de manifestações.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!