10 de agosto de 2012

Agente do Programa Nacional de Bibliotecas Rurais será recebido pela governadora Rosalba Ciarlini

Danilo DIVULGAÇÃO

A governadora Rosalba Ciarlini receberá na manhã desta sexta-feira (10) o Agente de Leitura do Programa Nacional de Bibliotecas Rurais Arca das Letras, Danilo Bezerra Vieira, de 18 anos. O agente é o fundador da Biblioteca Comunitária Presidente Juscelino Kubitschek (BCPJK), localizada no município de Almino Afonso, no Sítio Três Altos.

Após isso, na tarde desta sexta-feira, Danilo Bezerra também receberá a comenda do Mérito da Educação e da Cultura, no evento de encerramento da Semana do RN, marcado para às 15h, no auditório da Secretaria de Estado da Educação. Ele será homenageado ao lado de alunos, professores, gestores e artistas que se empenharam pelo desenvolvimento da Educação e da Cultura no Estado.

Em outubro de 2011, a Biblioteca Comunitária criada pelo jovem passou a integrar ao Arca das Letras, programa coordenado no RN pelo Governo do Estado através da Secretaria de Estado de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (Seara). Como agente de leitura, Bezerra tem realizado um importante trabalho na zona rural de seu município, contribuindo para que mais pessoas tenham acesso ao conhecimento.

De acordo com o agente, além do acervo bibliotecário do Arca das Letras, composto por livros técnicos, didáticos e infantis, a biblioteca BCPJK dispõe ainda de mais 1.378 diferentes títulos de livros, beneficiando 130 pessoas na comunidade.

A BCPJK foi fundada por Danilo Bezerra em 2008 com o intuito de inserir na comunidade a prática da leitura e o incentivo à educação. Pelo seu trabalho em favor da cultura, Danilo foi o destaque desta quarta-feira (08) do programa Encontro com Fátima Bernardes, da Rede Globo.


Arca das Letras


Criado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) em 2003, o programa Arca das Letras promove o acesso à leitura por meio da implantação de bibliotecas nas comunidades rurais brasileiras. Atende famílias de agricultores, assentados da reforma agrária, pescadores, quilombolas, indígenas e populações ribeirinhas.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!