29 de agosto de 2012

Governadora determina ações ao homem do campo

28.08.2012 Reunião sobre seca e homem do campo em Mossoró - Carlos Costa (7)

Diante da situação vivenciada pelo homem do campo em decorrência da estiagem que assola o Rio Grande do Norte, o Governo do Estado realizou ontem(28), em Mossoró, um encontro para discutir e propor medidas de convivência voltadas ao trabalhador rural que garantam a sua permanência no campo. O encontro reuniu líderes de 50 comunidades rurais de Mossoró e representantes de 20 entidades, entre Governo e sociedade.

Segundo o secretário Gilberto Jales, que responde pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), a governadora Rosalba Ciarlini determinou atenção especial ao trabalhador rural e reafirmou participação de outras pastas como a Secretaria de Agricultura, Pecuária e da Pesca (SAPE), e da Secretaria Estadual de Assuntos Fundiários (SEARA).

Ainda segundo Gilberto Jales, líderes das comunidades rurais apresentaram suas demandas pontuais para que sejam apresentadas soluções imediatas por parte do Governo do Estado, que envolvem a garantia de abastecimento d’água em algumas localidades rurais por meio de carro-pipa, bem como a restauração e estruturação de poços, uso do dessalinizador e agilidade na adutora. “O Governo vai garantir água para consumo humano e animal e políticas de produção.”, afirmou.

O secretário de Estado da Agricultura, Betinho Rosado, afirmou que as ações propostas para Mossoró se tratam, na verdade, de um projeto bem mais amplo. “Isso que estamos fazendo aqui em Mossoró, é na verdade um piloto de um projeto mais amplo que atinja todo o estado do Rio Grande do Norte. Nós temos dez regionais da Emater e vamos fazer essas reuniões, em todas as regiões que estão incluídas no estado de emergência”, comenta.

Entre as regionais que receberão encontros semelhantes à realizada em Mossoró estão Pau dos Ferros, Umarizal, Vale do Açu, Caicó, Santa Cruz, Currais Novos, para ouvir a população e ajustar a sintonia entre as ações do governo e as demandas do meio rural.

Betinho Rosado afirma que apesar de todos os 139 municípios terem sido afetados da mesma forma pelos efeitos da seca, alguns estão enfrentando problemas mais graves com relação ao abastecimento de água. Ele explica que no ano passado o inverno foi razoável, “mas nos municípios da tromba do elefante, região do alto oeste do estado, nós tivemos um cone seco, atingindo principalmente os municípios de Alexandria, Antonio Martins, Luis Gomes, Paraná, que registraram baixas precipitações”.

Entre as medidas para resolver os problemas de abastecimento de água naquela região, o secretário afirma que a governadora já iniciou a construção da adutora do alto oeste, e a expectativa é que seja inaugurada ainda esse ano e que ela diminua os impactos negativos das secas futuras.

Participaram do encontro desta terça-feira, no Garbos Hotel, representação da Semarh, Caern e Idema; SAPE,  Emater, Emparn, Idiarn e Ceasa, e da Seara, que ampliará serviços de regularização fundiária.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!