25 de agosto de 2012

Governadora visita Parque Industrial em Currais Novos e diretor destaca “volta do RN ao mapa da mineração”

Protocolo de Intenções Mineração Currais Novos_cred-Demis Roussos (1)

“A governadora Rosalba Ciarlini voltou o RN para o mapa da mineração”. A declaração do diretor da Mineração Currais Novos, Kurt Menchen, aconteceu ontem(24) durante visita da Governadora ao Parque Industrial da empresa, em Currais Novos, onde ele destacou o potencial do estado no setor mineral do Brasil.

O empreendimento tem investimento projetado de R$ 25 milhões, que contempla a primeira e a segunda etapa, e uma capacidade anual de produção estimada em 770 toneladas de concentrado de scheelita com a geração de 80 empregos diretos todos, em Currais Novos, e 300 indiretos.

Rosalba Ciarlini ressaltou que a mineração “sempre esteve presente na história da economia do Rio Grande do Norte e, inclusive, chegou a ser uma das principais atividades produtivas do estado” e lamentou que “durante um bom tempo ficou relegado um quase esquecimento”.

Durante a solenidade, a Governadora anunciou que uma parceria com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) vai resultar na criação do Centro Tecnológico de Mineração, que será instalado em Caicó dentro de dois meses. “Isso é algo muito importante para aumentarmos e qualificarmos os profissionais que vão atuar brevemente no mercado”, declarou.

A Mineração Currais Novos finalizou a primeira e iniciou a segunda etapa do projeto de beneficiamento para a unidade de processamento de minério de scheelita no município de Currais Novos, na região Seridó.

O presidente da Largo Resources, Mark Brennan, frisou que instalar a empresa em Currais Novos representa uma estratégia de mercado em uma área importante e a intenção é ampliar a produção no Rio Grande do Norte.

Já o diretor da Mineração Currais Novos enalteceu “a vocação mineral do Rio Grande do Norte, que é bastante expressiva”. “O trabalho ágil do Idema na liberação das licenças foi importante para maior dinâmica da produção”, analisou.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Benito Gama, citou o suporte em infraestrutura e os incentivos fiscais do Governo como atrativos para as empresas que se instalam no Rio Grande do Norte. “A governadora Rosalba Ciarlini quer levar crescimento econômico a todos os municípios do estado. Isso é uma política de sua gestão”, comentou.

A Governadora lembrou que “a scheelita colocou Currais Novos no mapa mundial da produção mineral. O Rio Grande do Norte tem a maior reserva de scheelita no Brasil e os investimentos programados pela mineração em Currais Novos são a evidência de que a exploração desse recurso mineral pode recolocar o Seridó em posição de destaque no mercado internacional”, disse.

A chefe do Executivo afirmou que “a falta de uma política de Governo voltada para o fortalecimento desse setor mantinha a mineração fora de um compasso adequado de crescimento”. Contudo, destacou que desde o início da gestão quatro indústrias do setor já se instalaram no Rio Grande do Norte, sem contar outros protocolos de intenção assinados com empresas interessadas na mineração potiguar.

A expectativa dos investidores é de um faturamento anual estimado de R$ 26 milhões, quando da estabilização da produção. Desde agosto de 2011, a empresa iniciou o funcionamento da primeira fase da usina de processamento. A segunda fase começa em setembro.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!