13 de agosto de 2012

Gravações mostram uso de força de Cachoeira na gestão de jogos ilegais

Escutas telefônicas da Polícia Federal (PF) obtidas com exclusividade pelo Fantástico e divulgadas ontem(12) revelaram a face violenta do bicheiro Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

As gravações inéditas mostram o líder da organização criminosa que operava jogos ilegais em Goiás e no Distrito Federal (DF)  ameaçando inimigos.

Em uma investigação de 2009, anterior à Operação Monte Carlo, da PF, Cachoeira é suspeito de comandar um sequestro. À época, desconfiado que alguém estava fraudando seus caça-níqueis e retirando dinheiro, o bicheiro ordenou que o sargento reformado da Aeronáutica Idalberto de Araújo, o Dadá, apontado como seu informante e araponga, fosse checar a suspeita.

Grampos da PF revelaram que, após averiguar a situação, Dadá ligou para o chefe para dar um retorno. Na conversa, Cachoeira mandou o araponga “desbaratar os malandros”.

As investigações federais apontam que, diante da ordem do contraventor, o ex-sargento teria feito refém Elion Alves Moreira. O bicheiro queria que ele confessasse a “fraude”.

Dadá: O celular dele tá aqui com a gente, entendeu? Então, ele tá sem comunicação com o time dele.
Cachoeira: Pega ele e leva pra outro canto. Até ele contar.
Dadá: Tá bom, então.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!