25 de agosto de 2012

Jovem que divulgou pesquisa irregular em Jardim de Piranhas é condenado pela Justiça Eleitoral

O usuário de facebook Athos, que divulgou pesquisa eleitoral irregular em Jardim de Pirnhas, foi condenado pela Justiça a retirar mensagem e informar a todos os seus contatos sobre ordem judicial. Ele ainda será julgado em outra petição e pode ser condenado a pagar multa de 53 mil reais.

Por meio de representação eleitoral formulada pela Coligação Diga Sim a Jardim, o Juiz Eleitoral da 59ª Zona Eleitoral, André Melo Gomes Pereira, recebeu denúncia de irregularidade em pesquisa postada por Athos Dutra, em seu Facebook.

Diante da irregularidade da pesquisa, o Juiz determinou que Athos parasse imediatamente com a divulgação e que postasse em sua rede social, para que todos os seus contatos tenham conhecimento, a seguinte frase: “PESQUISA IRREGULAR SUSPENSA POR DECISÃO LIMINAR DA JUSTIÇA ELEITORAL DA 59ª ZONA CONCEDIDA NOS AUTOS DO PROCESSO N. N. 106-95.2012.6.20.0059”.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!