27 de setembro de 2012

Candidata da oposição em Janduís anda escoltada por seguranças particulares

Uma situação que vem chamando, negativamente, a atenção dos eleitores de Janduis, é o fato da candidata da oposição Lígia Félix (PSDB) estar sendo escoltada por três policiais do GTO de Assu, em suas andanças por Janduís.

Ela alega estar sendo “ameaçada”, mas não chega a ser clara em suas insinuações, deixando a população com dúvidas sobre o que estaria realmente acontecendo.

O fato é que a candidata oposicionista visita eleitores escoltada por homens fortemente armados. Uma atitude que, de certa forma, inibe a vigilância dos membros da Coligação Paz e Trabalho que tentam proteger os eleitores de uma possível “compra de votos”, nessa reta final da campanha.

A coordenação da Coligação Paz e Trabalho procurou a Polícia Civil para fazer a denúncia, que, sem maiores explicações, não quis registrar a ocorrência. Para o prefeito Salomão Gurgel, essa situação pode desencadear acidentes, diante do acirramento da campanha. Ele critica a postura da candidata adversária que, no lugar de apresentar as suas propostas, prefere agir dessa forma que ele considera ser “uma afronta à índole pacífica do nosso povo”.

Salomão entrou em contato com o Comandante do Destacamento Policial de Assu, Major Marinho, que, inicialmente, disse que “desconhecia o fato”, mas após apurar a denúncia afirmou que essa segurança particular, realmente, está sendo feita por homens do destacamento do Assu, durante os seus períodos de “folga”.

De acordo com Salomão, a assessoria jurídica da Coligação Paz e Trabalho dará entrada em representação contra esse tipo de situação que, em suas palavras, pode ser um disfarce a um possível atentado contra a consciência do eleitor. “O juiz eleitoral e o Ministério Público não podem ficar indiferentes diante dessa questão”, afirmou.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!