27 de outubro de 2012

TRE-RN se prepara para votação paralela no segundo turno

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte realiza novamente, no próximo domingo (28), o procedimento de votação paralela, com o intuito de auditar o funcionamento das urnas eletrônicas utilizadas no segundo turno da Eleição municipal de 2012. Para tanto, assim como aconteceu no primeiro turno, na véspera do dia de votação (27), duas urnas que seriam utilizadas no pleito serão sorteadas para auditoria, que será realizada no Centro de Operações da Justiça Eleitoral (Coje), em Natal, no domingo.

De acordo com resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os Estados com até 15 mil seções eleitorais devem sortear duas urnas para auditoria, uma necessariamente da Capital e uma do interior. Como no Rio Grande do Norte, no segundo turno, só haverá eleição na Capital, as duas urnas sorteadas serão de Natal.

O sorteio dessas urnas acontece no plenário do TRE-RN, às 9h do sábado (27), véspera do pleito. Em seguida, os juízes das zonas cujas urnas foram sorteadas serão informados e deverão providenciar o transporte das urnas do local de votação para a zona eleitoral, onde um dos membros da Comissão de Votação Paralela do TRE irá recolher a urna e conduzi-la para o Coje.

A votação paralela é realizada pela Justiça Eleitoral desde 2002, para demonstrar a confiabilidade das urnas eletrônicas. São convidados a participar deste processo representantes de partidos políticos, da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público. Desde 2008, o TSE passou a contratar auditores para acompanhar os trabalhos da Votação Paralela em todos os Estados, como mais uma forma de garantir a lisura do processo.

No Rio Grande do Norte, a comissão encarregada pelos procedimentos da votação paralela neste 2º turno é presidida pelo juiz Ivanaldo Bezerra Ferreira dos Santos e é formada por servidores da Justiça Eleitoral. A procuradora da República Clarisier Azevedo Cavalcante de Morais representa o Ministério Público Eleitoral na condução dos trabalhos da votação paralela, regida pelas resoluções 16/2012, do Tribunal Regional Eleitoral do RN, e 23.365/2012, do Tribunal Superior Eleitoral.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!