18 de novembro de 2012

Haddad terá ‘bônus’ de R$ 1 bi do governo federal

Com o petista Fernando Haddad na Prefeitura de São Paulo, o orçamento municipal terá um bônus de cerca de R$ 1 bilhão em 2013. O recurso extra será previsto em novos repasses e convênios que devem ser celebrados com o governo federal, segundo calcula a equipe de transição. A previsão é de que a verba da União para a capital mais que dobre em relação a 2012. Quatro áreas essenciais serão contempladas: Saúde, Educação, Transportes e Habitação.

Com o dinheiro, Haddad pretente construir pelo menos 5 Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) - Alex Silva/ESTADÃO

Apenas a assinatura de um convênio para construção de 172 creches na capital, por exemplo, deve assegurar repasse aproximado de R$ 250 milhões do Ministério da Educação. Haddad também já costura com o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ajuda para a construção de três hospitais na periferia, uma das metas da gestão do prefeito Gilberto Kassab (PSD) herdadas pelo petista.

Dados atuais da execução orçamentária mostram que a média de transferências federais dos últimos quatro anos está na casa de R$ 1,4 bilhão. Com a mudança de governo e os contratos já assinados pela gestão Gilberto Kassab (PSD), a expectativa é de arrecadar R$ 4,1 bilhões já no ano que vem. A arrecadação extra vai fazer o valor passar de R$ 5 bilhões e alcançar marca recorde no ano que vem.

A transferência de recursos e os novos convênios vão ajudar o prefeito eleito a tirar do papel, já em seu primeiro ano de governo, algumas de suas principais promessas. Na lista, estão a inauguração de pelo menos cinco Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs).

Na área da Saúde, há a expectativa ainda de que a criação da rede Hora Certa conte com verba federal. As 31 novas unidades prometidas por Haddad para realização de consultas, exames e pequenas cirurgias vão custar no mínimo R$ 150 milhões. "Já falei com o ministro e ele tem todo o interesse em investir no Hora Certa, que pode virar um modelo para ser expandido para outros municípios", disse Haddad.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!