13 de fevereiro de 2013

Duas pessoas morrem em acidente na BR-304

Um grave acidente entre uma carreta e um Fiat Uno na rodovia BR-304, que interliga as regiões Oeste e Central à capital, mobiliza viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Samu no final da tarde e início da noite desta terça-feira de Carnaval (12). De acordo com as informações da PRF no Twitter, a colisão resultou em quatro vítimas, sendo duas fatais, todas passageiras do Uno. O acidente aconteceu por volta das 17h30 no trecho da rodovia conhecido como Reta Tabajara, no município de Macaíba, na Grande Natal.

O acidente entre o Fiat Uno e a carreta deixou dois mortos, incluindo uma criança, e dois feridos

Das vítimas, morreram uma criança de cinco anos e o condutor do Uno, uma ficou gravemente ferida e outra criança escapou do acidente porque usava a cadeirinha, sofrendo apenas ferimentos leves. Policiais avisam que uma faixa da rodovia está obstruída e afirmam que os envolvidos estão sendo retirados do local por ambulâncias da Samu.

Em balanço parcial feito pela PRF, o número de acidentes de trânsito durante o Carnaval nas rodovias federais que cruzam o Rio Grande do Norte caiu 38% em relação ao ano passado. Os dados da Polícia Rodoviária Federal consideram o período entre a última sexta-feira (8) e o início da tarde de ontem(12).

O balanço parcial aponta que, neste ano, foram registrados 36 acidentes, que deixaram 12 pessoas feridas e um morto, em capotamento na noite desse domingo (10), na BR-406, que liga Natal ao município de Macau. No ano passado, foram 58 acidentes e 42 pessoas feridas. Para Everaldo Morais, inspetor da PRF, a redução no número dos acidentes se deve à ampliação da fiscalização nas estradas e às modificações recentes da chamada Lei Seca.

As autoridades da área da segurança pública divulgarão amanhã, às 10h, no Centro Administrativo do Governo do Estado, o balanço referente à Operação Carnaval 2013. O patrulhamento reforçado persiste em função de muitos foliões voltarem às suas cidades de origem utilizando as principais rodovias de acesso.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!