15 de novembro de 2014

Idosos feitos reféns deixam abrigo após três horas e meia em Natal


Depois de três horas e meia mantidas como reféns, mais de 20 pessoas foram liberadas em segurança de um abrigo de idosos no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal. O suspeito do crime se entregou após negociar com policiais militares do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e Batalhão de Choque (BPChoque). Antes disso, um segundo suspeito já havia sido preso ao tentar se misturar com vítimas que deixavam o abrigo.
A proprietária do abrigo, que preferiu não se identificar, informou ao G1 que mais de 20 pessoas foram feitas reféns. Eram 18 idosos, familiares e uma funcionária. “Uma das técnicas de enfermagem estava chegando para trabalhar quando foi abordada pelos homens, que obrigaram ela a abrir o portão. Outra funcionária conseguiu falar com pessoas que estavam do lado de fora e a polícia foi chamada”, conta a proprietária do abrigo.
O comandante geral da Polícia Militar, coronel Francisco Araújo Silva, informou que o homem chegou a atirar contra os policiais militares e exigir um carro para fugir com um refém, mas acabou se entregando. “Estava armado com um revólver calibre 38 e chegou a atirar quando os policiais tentaram entrar no abrigo. Passado esse momento mais tenso, a negociação continuou e ele decidiu se entregar. Todo mundo saiu em segurança. Sem feridos”, afirma.
De acordo com o coronel Araújo, o outro suspeito do crime foi preso mais cedo, quando os policiais chegaram ao local da ocorrência. “O aparato policial chegou e algumas pessoas saíram do abrigo. O suspeito tentou se misturar e dizia aos policiais que era familiar dos idosos. O pessoal ficou desconfiado e uma das testemunhas disse que se tratava de um dos suspeitos”, relata

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!