2 de novembro de 2014

Jogador dá bolada no rosto do juiz e leva suspensão de 50 anos


A arbitragem não agradou e um jogador mais esquentadinho perdeu a cabeça. Na saída de campo, acertou uma bolada no juiz e ainda ficou espirrando água no homem do apito. Feio, né? Quantos meses de punição o infrator deveria receber por isso? Na visão do tribunal esportivo da Suíça, o gancho tem de ser em anos, e não meses. Mais que isso, em décadas.
Ricardo Ferreira atua no Portugal FC, time amador da quarta divisão da Suíça que homenageia o país homônimo. Ele agrediu o juiz, foi a julgamento e levou 50 anos de gancho. A agressão aconteceu em um jogo contra o Worb e pode ter acabado com a carreira do jogador, embora ainda permita recursos.
Segundo o jornal Blick, a federação local determinou que Ferreira fosse barrado do futebol pela vida inteira. A suspensão de 50 anos se deve ao sistema informatizado da entidade, que exige que se coloque um prazo de expiração do gancho. Na prática, porém, a ordem é que o jogador não volte a atuar. Ferreira se defende.
“A bolada não foi intencional. A água e os insultos foram atitudes das quais eu já me arrependi”, disse o jogador. O problema é que o histórico dele pesou contra.
“Em 2009, ele tirou o apito da boca de um árbitro com um tapa. Aquilo rendeu uma suspensão de 12 meses. Além disso, ele já perdeu 45 rodadas por suspensões nesses anos por conta de abusos seguidos contra rivais e juízes. Nós não queremos um jogador desses na nossa liga”, disse Robert Breiter, advogado da Liga Suíça.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!