7 de novembro de 2014

Médicos apontam impasse nas negociações com a gestão de Carlos Eduardo

medicos_capital

A primeira proposta apresentada pela Secretaria Municipal de Saúde da capital, no início das negociações, foi de carga horária de 20h e 40h, com salário base de R$ 2.500 e R$5.000 respectivamente, e com redução nas gratificações. Porém, sem apresentar o impacto da remuneração final, a proposta não foi aceita pela área econômica da gestão Carlos Eduardo.

O secretário Cipriano Maia apresentou propostas ainda a serem submetidas à análise financeira e que desagradam os médicos da capital potiguar. Um novo plano será apresentado para análise e discussão com a categoria em assembleia que será realizada na próxima terça-feira (11), 19h, no Sinmed RN. Foto: Divulgação.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!