5 de março de 2015

Delator afirma que propina para Renan ‘furou’ teto de 3%, diz jornal

20150105033822_cv_RENANimagesCA4LVKYC_gde

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, um dos delatores do petrolão, afirmou em depoimento à Justiça do Paraná que o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), foi um dos beneficiários do propinoduto, segundo a Agência Estado. De acordo com o portal do jornal O Estado de S. Paulo, Costa disse que os pagamentos feitos ao peemedebista excederam o teto da cota repassada aos partidos PT, PMDB e PP, responsáveis por indicar o nome dos diretores da estatal. Em sua delação premiada, ele explicou que a propina ultrapassou os 3% para que “fosse incluído um valor para Renan”.

Segundo o delator, o “interlocutor” das relações entre Renan e Paulo Roberto Costa era o deputado federal Aníbal Ferreira Gomes (PMDB-CE), antigo aliado da família Calheiros, que foi prefeito da cidade cearende de Aracaú. Gomes, inclusive, chegou a contratar como assessor de gabinete o filho mais novo de Renan, Rodrigo Rodrigues Calheiros.

0 comentários:

Postar um comentário

SUA OPNIÃO É MUITO IMPORTANTE!